Com ‘casa cheia’, encontro mostra estruturação e exemplos de gestão de empreendimento no Metrô-SP

Estação AACD, Linha 5 – Lilás, em julho de 2017. Foto: Metrô-SP

 

Com ‘casa cheia’, foi realizado na noite da quinta-feira, 3 de agosto de 2017, na sede da AEAMESP, o encontro Gestão de Empreendimento no Metrô: Opção ou Necessidade, com três apresentações.

Os trabalhos foram abertos pelo presidente da AEAMESP, engenheiro Pedro Machado, que sublinhou o bom número de presentes, assinalando que a iniciativa de debater temas de interesse do setor tem gerado crescente participação dos associados e de outros interessados.

Pedro Machado também agradeceu a presença diretor de Engenharia e Construções da Companhia do Metropolitano de São Paulo, engenheiro Paulo Sérgio Amalfi Meca, que acompanhou as apresentações.

APRESENTAÇÕES

A engenheira Priscila Amaro Antunes Saldanha, coordenadora de Metodologias e Ferramentas de Gestão do Metrô-SP fez a primeira apresentação com o tema Evolução da Gestão de Empreendimentos no Metrô-SP, historiando a implantação e os resultados até aqui do escritório de gerenciamento de projetos da companhia – que adota a sigla PMO, que utiliza as iniciais da expressão em inglês Project Management Office.

É possível dizer que o PMO estrutura e delineia ferramentas e procedimentos de gerenciamento de projetos – da organização inteira ou de áreas específicas – buscando os melhores resultados quanto ao controle em todas as etapas.

As outras duas apresentações corresponderam a testemunhos que exemplificam avanços quanto ao gerenciamento de empreendimentos na Companhia do Metropolitano de São Paulo.

Estação Fazenda da Juta, da Linha 15- Prata, em julho de 2017. Foto: Metrô-SP

O engenheiro Carlos Eduardo Paixão de Almeida, gerente do empreendimento da Linha 15 – Prata, mostrou como passaram a ser feitas as mudanças em projetos, com a  aplicação, na Linha 15 – Prata, do Controle Integrado de Mudanças preconizado pelo PMO.

E o engenheiro Roberto Torres Rodrigues, gerente de Implantação de Sistemas do Metrô-SP, falou sobre resultados de gestão de risco na implantação da Linha 5 – Lilás.  Arquivos com as apresentações serão oportunamente disponibilizadas pela AEAMESP.

 
Apresentação de Priscilla Amaro Antunes Saldanha

Apresentação de Carlos Eduardo Paixão de Almeida