AEAMESP completa 21 anos de atividades esportivas e sociais e trabalha bastante para consolidar e ampliar ações nesse campo

Em 2017, a AEAMESP está completando 21 anos de atividades esportivas e sociais e vem trabalhando bastante para consolidar e ampliar ações nesse campo.

A ideia sempre foi criar condições para maior integração dos associados e seus dependentes, visando à saúde, ao bem estar e à qualidade de vida. Ao longo do tempo, algumas circunstâncias conjunturais dificultam certas ações, mas, com base na história da própria AEAMESP, a atual Diretoria sabe que precisa perseverar, considerar possibilidades inovadoras e tentar alternativas, até chegar ao sucesso.

TRADIÇÃO

A tradição das atividades esportivas na AEAMESP teve início em 1996, com o futebol society e, com o passar dos anos, alcançou outras modalidades, como o Desafio de Kart, que está em sua 16º edição consecutiva.

Como recentemente historiou o ex-vice-presidente de Assuntos Associativos, engenheiro Carlos Rossi, nesses anos todos, durante algum tempo, houve também atividades de boliche, tênis de campo, tênis de mesa, basquete, vôlei, snooker, pedestrianismo (algumas dessas modalidades tiveram impulso a partir de um acordo com o MetrôClube), além do futebol de campo, no Instituto de Engenharia, e as festas juninas e, ainda, os torneios de truco e de pescaria.

No início, em 1996, a responsabilidade pelo esporte era do diretor adjunto engenheiro Antonio Marcio Barros Silva, que, mais tarde, foi diretor da Associação e atualmente está no Conselho Fiscal.

Carlos Rossi se interessava pelas atividades de esporte, participava bastante e trabalhava por elas até que, em 2001 passou a tocar esse setor, buscando dar continuidade e, quando possível, ampliar as ações tanto nas áreas esportiva e social.

Toda vez que toca nesse assunto, Rossi faz questão de ressaltar que sempre contou com o apoio de colaboradores: de 2004 a 2006, os diretores adjuntos engenheiros Fabio de Oliveira e Soares e Luis Guilherme Kolle; em 2007 e 2008, o administrador Osvaldo dos Santos Souza e, a partir de 2009, o engenheiro Valter Belapetravicius, que segue firme no posto. 

Juntos, esses diretores sempre tiveram como missão planejar, programar e fazer acontecer, buscando a diversificação, para permitir a cada associado uma possibilidade maior de escolha.

Todos os associados podem contribuir com ideias, sugestões e com a sua participação direta.